1.000 empregos podem ser gerado em PG nos próximos meses

A prefeitura de Ponta Grossa tem sido aquilo que toda prefeitura deve ser, isto é, uma facilitadora do desenvolvimento e uma colaboradora para a geração de emprego e renda, sobretudo, num momento de crise profunda como este que o Brasil todo atravessa.

Na semana pretérita, conforme informa o site do Paço Municipal, o prefeito Marcelo Rangel recebeu empresários da MMK Incorporadora de Curitiba. Os mesmos vieram apresentar um projeto de construção de casas populares na região de Oficinas. O empreendimento disponibilizará 2100 casas no programa Minha Casa Minha Vida.

A iniciativa está em andamento, com processos protocolados na Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG), aguardando aprovações.
Nos próximos 30 dias será possível continuar a movimentação do novo loteamento.
Serão gerados, aproximadamente, mil empregos diretos e indiretos durante os dois anos que a incorporadora estará em processo de construção das residências.
Para um dos diretores da empresa, a construção será um ganho para a população da região e também para a valorização da cidade.
“A escolha por querer investir em Ponta Grossa se deve ao crescimento industrial e pelos bons resultados que a cidade está mostrando no ramo imobiliário. Creio que teremos bons resultados aqui”, destaca Leandro Manenti.
Para o prefeito a construção de um novo loteamento irá valorizar e ajudará no crescimento da região. “Estou muito feliz, ao longo dos últimos anos conseguimos trazer diversas empresas e consequentemente investimentos para nossa cidade. Ponta Grossa têm se destacado em diversas áreas, uma delas é da construção de moradias”, declara Rangel.

Comentários