Mais um aditivo de R$ 759 mil ao contrato do lixo e os vereadores quietinhos? Por quê?

A prefeita em exercício, Elizabeth Schmidt (PSB), concedeu o 25º aditivo concedendo R$ 759 mil à PGA, sob a alegação: "em razão da execução de serviços extras".

Curioso que até o presente momento, não se teve notícia de nenhum vereador espantado com esse aditivo e sequer os que são metidos a cantarem da galo falaram algo sobre esse 25º aditivo de um contrato que já foi prorrogado na base da negociata, crivado de irregularidades. 

Como diz no interior, o pasto deve estar bom para os bois só dormirem e não arrebentaram a cerca. 

O fato é que o legislativo de Ponta Grossa sempre foi serviçal do executivo, omisso, permissivo, uma verdadeira prostituta política. 

De vez em quando um vereador ou outro aparece mostrando ruas, falando umas coisas mais ou menos pesadas, dizendo que "quer fazer isso e aquilo" que 'pede isso e aquilo', mas é tudo teatro. 

Há acordos entre a maioria dos vereadores e o executivo, e o povo sabe disso, que os impede de pegar pesado e ir a fundo.

Se tivessem vereadores realmente independentes, sem rabo preso com nada, um prefeito como o prefeito-selfie não duraria um ano no mandato. 

Mas, o pasto deve estar bom...

===

VEJA MAIS>>>


Comentários