Rangel e secretário gastaram pelo menos R$ 24 mil em viagem para a China comunista

O prefeito-selfie, Marcelo Rangel (PSDB) e seu secretário, viajaram para a China comunista recentemente. 

Oficialmente, o prefeito não prestou contas do custo da viagem. Mas, consultando o site da "transparência", encontramos o registro de diárias no valor de R$ 12 mil para Rangel e R$ 12 mil para o secretário, totalizando R$ 24 mil. 

Infelizmente, não há maiores detalhes do que mais foi pago pelo povo além desses R$ 24 mil que parece ser o custo apenas das passagens. 

Rangel visitou uma escola comunista chinesa e disse que conseguiu a assinatura de um protocolo de intenção da empresa Pingle, que também atua no ramo de farinha de milho. 

Ou seja, até agora, nenhum resultado prático que justifique a dita viagem ao maior País comunista do mundo. 




========================

PS: todos sabem que a maioria das empresas chinesas, pelo modus operandi comunista, empregam muitos indivíduos mas com salários e condições que beiram a escravidão. É o jeito comunista de ser. AS PERGUNTAS QUE O POVO FAZ SÃO: não existem empresas brasileiras que gerem empregos de verdade para serem atraídas ao pólo dos Campos Gerais? E outra: visitar escola comunista, o prefeito quer implantar o sistema comuna nas escolas de PG? Piada viva esse prefeito. 

=======

E A GREVE?


Ponta Grossa: greve dos servidores segue forte. Serviços são afetados por teimosia do prefeito





Comentários